Game of Thrones: Emilia Clarke revela diferença na forma em que homens e mulheres eram tratados no trabalho

Reprodução / HBO

Emilia Clarke denunciou desigualdade no tratamento de homens e mulheres no set de gravações de “Game Of Thrones”, onde interpretou Daenerys.

Durante o último Festival de Tv de Edimburgo, a atriz falou sobre os supostos privilégios obtidos pelos atores homens da série, que segundo ela, não eram nada semelhantes à forma que as atrizes eram tratadas.

“Foi criado um sistema de aquecimento e resfriamento fantástico nos figurinos dos atores. A Patrulha da Noite, por exemplo, Jon Snow usa um mamute inteiro o tempo todo. Quando estávamos filmando em um país quente, eles estavam com tudo isso ligado; eles tinham um pequeno gerador acoplado às suas fantasias. Eles o usavam para bombear água fria para dentro dos canos e mantê-los frios, era um sistema fantástico”, explicou, pontua o Hall Of Series.

Infelizmente, nada desta tecnologia estava reservado para ela ou para as companheiras de elenco. Emilia passava por longas sessões de maquiagem que envolvia principalmente a aplicação de uma peruca que, principalmente nos sets das primeiras temporadas, era um acessório muito quente. O único alivio era colocar um pouco de gelo.

“As meninas não tinham permissão para nada disso. O máximo que pude fazer foi pedir que a parte de trás da minha peruca fosse levantada para me refrescar. Foi difícil, eu estava de peruca e não tinha nada para me refrescar, podia apenas colocar uns cubos de gelo nela”, desabafou.

Essa não é a primeira vez que atriz revela seu descontentamento com a série. Em uma entrevista, ela falou sobre os acontecimentos do drama e confessou que ficou irritada porque Jon Snow (Kit Harington) escapou da culpa por seu assassinato e não foi afetado por nenhuma consequências.

“Sim, eu me senti mal por ela. Eu realmente sentia algo por ela e sim, me incomodava que Jon Snow não tivesse que lidar com nada. Ele literalmente escapou de um assassinato”, confessou ao Sunday Times.