Gwyneth Paltrow faz confissão difícil sobre relacionamento com Chris Martin, líder do Coldplay

Siga

Nova Mulher
Reprodução / REUTERS/Gustau Nacarino/Johannes Eisele

Em 2016, a atriz Gwyneth Paltrow e Chris Martin, vocalista da banda Coldplay, decidiram se separar e se tornarem não só companheiros na criação dos seus dois filhos, mas também amigos.

Em um artigo que escreveu para a edição britânica da Vogue, Gwyneth contou que nunca se conectou em um nível romântico e, apesar de gostar das mesmas coisas, das mesmas músicas e compartilhar um senso de humor "bobo", no fundo eles eram apenas bons amigos.

“Estávamos muito próximos, mas não nos estabelecemos como casal. Não nos encaixamos nesse sentido. Sempre houve algum desconforto, mas nós amamos muito nossos filhos. Um dia, apesar de todos os nossos esforços, percebi que não estava numa encruzilhada, mas que havia tomado uma direção e já havia percorrido um longo caminho. Quase sem perceber, seguimos em direções diferentes. Nunca voltaríamos a estar juntos da mesma maneira que antes”, escreveu.

A partir da constatação, os dois buscaram um terapeuta para fazer uma "separação consciente", que ajudou o ex-casal a criar um futuro melhor para sua relação.

"Fiquei intrigada com o conceito muito mais do que com a própria expressão. Havia um cenário em que poderíamos terminar e não perder tudo? Ainda poderíamos ser uma família mesmo que não fossemos um casal?", revelou como se sentiu.

Atualmente, Gwyneth está casada com o produtor Brad Falchuk e Martin namora a atriz Dakota Johnson. Eles continuam sendo muito próximos.