Entretenimento

Amber Heard denuncia Johnny Depp com nova história de violência durante as filmagens de ‘Piratas do Caribe’

O caso de acusação de difamação de Johnny Depp contra o tabloide inglês The Sun continua nesta semana e Amber Heard foi chamada como testemunha. Em seu depoimento, Amber garantiu que o ator ameaçou matá-la «muitas vezes» e que ela foi vítima de abuso em ocasiões constantes.

Como exemplo do comportamento violento de seu ex-marido, a atriz relatou uma experiência que, segundo ela, aconteceu em uma viagem à Austrália, quando Depp fazia parte da franquia “Piratas do Caribe” e estava se preparando para filmar a quinta parte.

De acordo com o Fotogramas, Amber declarou que em março de 2015 eles ficaram sozinhos por três dias e esta foi a pior experiência da sua vida.

“A melhor maneira de descrever o que aconteceu na Austrália é que foi como uma situação de refém de três dias. Quando cheguei, percebi que estava presa neste lugar remoto sem meios de sair e que Johnny tinha um saco de drogas. (…) Eu estava em uma casa remota, a pelo menos 20 minutos de qualquer ajuda; onde não podia ir; fiquei presa e isolado com uma pessoa violenta que sofria de depressão maníaca, transtorno bipolar e um padrão de psicose e repetidas violências induzidas por drogas, que consumia drogas e álcool por vários dias”, relatou.

Durante esse confinamento, ela revelou que o ator tirou sua camisola e a colocou nua sobre um bar, momento no qual pensou que ele a mataria.  Além disso, Amber afirma que a viagem de três dias a deixou com «o lábio e o nariz feridos e cortes nos braços».

Por sua parte, Johnny Depp afirmou que a maior parte do que a ex-esposa alega nunca aconteceu. Enquanto isso, o caso continua indo para a corte do Reino Unido. As ex-esposas, Winona Ryder e Vanessa Paradís não testemunharão em defesa do ator.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM