logo
/ Reprodução/Nueva Mujer
Saúde e Bem-estar 16/04/2021

O que você não deve mais fazer com seu cabelo quando chegar aos 30

Mais do que nunca, é hora de começar a cuidar dos seus fios

Por : Redação

Há algumas coisas que você deve parar de fazer com o cabelo quando chegar aos 30 anos.

Quando você chega nessa idade, tem que começar a cuidar mais dos fios e ter uma rotina de beleza que os mantenha saudáveis.

Portanto, você deve parar de cometer estes erros:


Leia também

Se você está gostando deste conteúdo, é provável que também se interesse pela nossa publicação mais recente:


Não usar protetor térmico

Embora seja algo que você deva fazer para sempre, aos 30 anos é um grande erro não usar proteção térmica no cabelo. Quando você o expõe constantemente ao calor do sol, do secador e/ou da chapinha, é necessário que ele esteja sempre protegido para que não sofra danos.

Pintar o cabelo em casa

Esse é um erro que você deveria parar de cometer aos 30 anos, e se já cometia, não mais, porque seu cabelo não está mais aí para experimentar. Sua juba requer um especialista e profissional para gerenciar os fios sem prejudicá-los e fazendo com que pareçam perfeitos e hidratados.

Pentear o cabelo molhado

Talvez você não soubesse, mas pentear o cabelo ainda molhado é um grande erro, pois quebra e enfraquece os fios. O melhor é esperar que seque naturalmente e depois pentear com um creme para não maltratar, com muito cuidado.

Não usar condicionador

Se você não usa condicionador, deve começar aos 30 anos. Caso contrário, os fios ficarão secos e ásperos. Por isso, é aconselhável aplicar o condicionador do meio às pontas, deixar agir por três minutos, e depois retirar com água.

Lavar o cabelo com água quente

Lavar o cabelo com água quente é um grande erro que você não pode mais cometer aos 30 anos, pois acelera a perda de nutrientes e umidade que seu cabelo necessita para se manter saudável. É melhor lavar com água morna e enxaguar com água um pouco mais fria — mas nunca quente.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias:


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: