logo
/ Unsplash
Saúde e Bem-estar 20/04/2021

Conheça 4 chás que ajudam a aliviar as dores de estômago

Estas ervas podem ajudar a lidar com sintomas como dor abdominal, náuseas e queimação na parte superior do estômago

Por : Redação

A dor de estômago é um problema comum para muitas pessoas. Essa condição pode ser reconhecida por dor abdominal, náuseas e queimação na parte superior do estômago.

A origem da dor tem muitas origens: comida muito temperada ou picante, comer muito, consumir muita cafeína ou mesmo razões psicológicas associadas ao estresse e ansiedade.

Um dos remédios para combater a dor no estômago são as ervas medicinais. Saiba mais:


Leia também

Se você está gostando deste conteúdo, é provável que também se interesse pela nossa publicação mais recente:


4 chás recomendados para dores de estômago

Camomila

A famosa camomila é a principal e mais conhecida. Essa erva tem propriedades anti-inflamatórias, pois seu principal componente é o bisabolol, que permite que a parede muscular lisa do trato digestivo relaxe. 

Menta

Graças à sua eficácia, é mais um clássico. É conhecida como uma erva digestiva por excelência que possui propriedades analgésicas, antiespasmódicas e estimula as secreções digestivas.

Arruda

A planta conhecida pelos seus benefícios “mágicos” também serve como infusão graças às suas propriedades antiespasmódicas, que permitem tratar as cólicas, mas também permite reduzir os gases, aliviar as queimaduras e evitar o peso do estômago. 

Anis

As infusões de anis ou anis estrelado são conhecidas por serem estimulantes do apetite, antioxidantes, analgésicos e antibacterianos. Para o estômago, é tradicionalmente usado para cólicas devido ao seu efeito antiespasmódico na musculatura lisa intestinal.

Apesar de seus benefícios, seu uso prolongado e mal controlado é contra-indicado. Um estudo determinou que altas doses em crianças e bebês podem ter um efeito altamente tóxico.


⚠️ Atenção: este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias:


Leia também


Apoie

Compartilhe os textos da NOVA MULHER com os seus amigos através das redes sociais e dos aplicativos de mensagem. O seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores.


Siga-nos

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook. Além disso, fazemos parte do Google Notícias: