Mãe de Lady Gaga fala sobre a luta da filha contra a depressão

Reprodução / The Daily Mail

Cynthia Germanotta, mãe de Lady Gaga, afirma que gostaria de ter sabido antes que a diva pop estava deprimida. Entretanto, ela garante que ajudar a filha a aprender a ser forte a ajudou a ser uma mãe melhor.

“Seus problemas começaram no ensino médio, com o bullying. E, como resultado, ela desenvolveu ansiedade e depressão muito cedo. E eu realmente não entendi os sinais de alerta.” – Declarou Germanotta, de 66 anos, em uma entrevista reproduzida pelo Daily Mail.

“Ela e eu realmente não entendíamos o que estava acontecendo. E não é incomum que a depressão ou a ansiedade permaneçam sem diagnóstico por até dez anos.” – Continuou.

“E, então, mais tarde no colégio, quando seus problemas se tornaram ainda mais intensos, com um comportamento autodestrutivo associado aos sintomas, eu pude ver um pedido de ajuda. Eu me envolvi mais, melhorei em ouvir, conseguimos ajuda para ela. Eu só gostaria de ter conhecido os sinais de alerta antes, como mãe, porque eles já estavam lá.”

Em meados de setembro, Gaga – cujo nome verdadeiro é Stefani Germanotta – declarou que estava em um “lugar escuro” antes de lançar seu último álbum, ‘Chromatica’: “'Eu costumava acordar de manhã e perceber que era ‘a Lady Gaga’. E então ficava muito deprimida e triste, eu não queria ser eu mesma.”

“Eu me sentia ameaçada pelas coisas que a minha carreira trouxe para a minha vida e também por seu ritmo. Passei muito tempo em uma espécie de estado catatônico de simplesmente não querer fazer nada. E então eu finalmente, lentamente, comecei a fazer música e contar minha história através do disco. "

Gaga compartilhou suas experiências com vários meios de comunicação. Sua mãe garante que hoje está muito orgulhosa da filha ter compartilhado sua história com o mundo, ajudando muita gente que está vivendo uma situação parecida.