O óleo natural que é pouco conhecido, mas eficaz no combate à acne

Reprodução/Nueva Mujer

Existem muitos óleos naturais e essenciais que provaram ser usados em cosméticos e remédios naturais para combater a acne. Mas há um óleo específico que promete acabar com espinhas.

O óleo de cominho preto pode não ser muito familiar para você, no entanto, em tempos antigos, era um ingrediente-chave nos rituais de beleza.

 

O óleo de cominho preto

Seu nome científico é Nigella sativa e se trata de uma planta nativa da Ásia Ocidental.

Conforme indicado pelo portal Nueva Mujer, esta planta contém ácidos graxos essenciais ômega 3 e ômega 6, vitaminas A, B2, C, selênio, ferro, magnésio, zinco, carotenes, antioxidantes, cálcio e potássio.

Portanto, não é usado apenas ingerido, mas também para o tratamento da pele.

É conhecido como o óleo dos faraós, porque dizem que restos deste líquido foram encontrados na tumba de Tutankhamon e que Cleópatra o usou em seus rituais de beleza.

Eles são encontrados em poucos lugares, desde mercados orgânicos até algumas pequenas butiques.

Os benefícios desse líquido abrangem três elementos principais:

  • é antibacteriano;
  • ajuda a limpar; e
  • previne o envelhecimento.

 

Como aplicá-lo de acordo com essas três necessidades

Para combater acne e poros abertos

Aplique algumas gotas em suas mãos limpas à noite e distribua-as suavemente para as áreas afetadas até que gradualmente desapareçam.

 

Contra rugas e linhas finas de expressão

Seu alto teor de vitaminas A, B e C ajuda a reter a umidade, permitindo manter a pele hidratada e evitar rugas que ainda não estão tão definidas. Aplique no rosto à noite e ingira 1 colher (sopa) uma vez por dia.

 

Para manchas escuras da acne

Aplique-o e use-o da mesma forma para atenuar as marcas escuras em seu corpo, pois favorece a regeneração celular. E, se você adicioná-lo à sua dieta, elas podem desaparecer mais rápido.