Beleza

Como se livrar do milium, o pontinho branco que aparece em nossa pele

Pode ser mais fácil do que você imagina

Já olhou sua pele e viu que elas estavam com vários pontinhos brancos? Essas erupções cutâneas são chamadas de milium ou mília, e às vezes podem ser indolores, nos fazendo pensar que podemos estourá-los assim como as espinhas.

Leia também:

Sapato plataforma da Barbie: como usar a tendência

Acontece que, mesmo apertando nada acontece com eles. O milium é um cisto feito de queratina, conforme contam os dermatologistas, já que a queratina é uma cada externa da pele que forma nosso cabelo, unha e pele.

Antes, precisamos entender que as espinhas podem vir em duas variantes: aquelas já bem conhecidas e inflamatórias, e as não inflamatórias que vem como o milum, mesmo ele não parecendo uma espinha.

“Milium é onde a pele cresce completamente sobre um poro e os detritos da pele ficam presos sob a superfície”, diz o dermatologista.. “Então, embora pareça um ponto branco, é difícil de remover e muitas vezes requer uma ferramenta para abrir a superfície da pele e retirar o núcleo branco duro”.

Como eles aparecem?

O milium pode aparecer para qualquer pessoa, mas principalmente para quem tem danos crônicos causados pelo sol. Eles aparecem principalmente por alguma condição da pele, como rosácea ou a caspa, ou quando alguns produtos de maquiagem obstrui os poros e causam acúmulo.

Além disso, pode acontecer da queratina ficar presa na superfície da pele quando existe um trauma como queimadura ou bolha, ou depois de usar medicamentos tópicos. Para evitar, os retinóides e esfoliantes podem ajudar, mas como a causa da questão não é tão clara, isso nem sempre é uma garantia.

Para se livrar dessa questão, é necessário fazer um peeling químico e trazer algumas coisas para a sua rotina de beleza, como tônicos com alfa-hidroxiacidos esfoliantes, como o ácido glicólico, ou produtos para limpar a pele, como o ácido salicílico.

· · ·

Aviso

Este texto é de caráter meramente informativo e não tem a intenção de fornecer diagnósticos nem soluções para problemas médicos ou psicológicos. Em caso de dúvida, consulte um especialista antes de começar qualquer tipo de tratamento.

· · ·

Siga e compartilhe

Você gostou deste conteúdo? Então siga a NOVA MULHER nas redes sociais para acompanhar mais novidades e ter acesso a publicações exclusivas: estamos no Twitter, no Instagram e no Facebook.

Aproveite e compartilhe os nossos textos. Seu apoio ajuda a manter este site 100% gratuito. Cada contribuição é muito valiosa para o trabalho da nossa equipe de redatores e jornalistas.

Tags

Últimas Notícias


LEIA TAMBÉM